Get Adobe Flash player
Banner
Galeria de Imagens
Noticias em Foco

    desenhos  Uma criança que assiste em média três a quatro horas diárias de televisão, vendo especialmente desenho animado, ao completar treze anos terá engolido desse conteúdo cerca de 806.400 minutos ou 13.440 horas ou ainda 560 dias ininterruptos, sem falar nos comerciais ou programas de caráter adulto.

     Evidentemente que nem tudo é mal. Nem todos os desenhos são ofensivos, prejudiciais à criança. Queremos alertar aqui sobre a mentalidade contrária a palavra de Deus que está por trás de muitos desses desenhos. Não podemos ser ingênuos a ponto de achar que o sistema deste mundo tenebroso contaminado pelo pecado, ao tratar da criança, deixa de ser lobo voraz e se transforma em cordeiro manso. O sistema cultural deste mundo é uma afronta a Deus, inclusive naquilo que aparentemente, é inocente. Fique atento, “pois não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz” (2Co 11:14). A publicidade que está por trás da indústria cultural que projeta os desenhos animados vende felicidade, conforto, luxo, padrões de comportamento, moda. Difunde um modelo de homem, de mulher e de criança, valores de uma sociedade específica em que o que vale, na maioria dos casos, é o dinheiro, status, o consumo.   

      Através dos desenhos, a criança internaliza valores e crenças, os quais comporão a sua lente cultural. Isso se dará porque o seu conhecimento ainda está em formação.

      Observe algumas consequências maléficas dos Desenhos animados:

* VIOLÊNCIA NOS DESENHOS ANIMADOS

      Pesquisas mostram níveis mais altos de comportamento agressivo nas crianças que foram expostas ao desenho animado violento e brincaram com brinquedos agressivos. Algumas crianças que se identificam com os personagens dos desenhos podem se imaginar em seus papéis, agindo agressivamente como seus personagens.

* OCULTISMO E FEITIÇARIA NOS DESENHOS ANIMADOS

    Diversos personagens, que estão por trás dos desenhos, chegam para as crianças com referências ao ocultismo feitas na forma de encantamentos, mágicas, reencarnação, poderes psíquicos e forças sobrenaturais, são ofensivas e muito prejudiciais à infância.

* SUBVERSÃO  DOS DESENHOS ANIMADOS

      A maioria dos desenhos animados expressam uma visão adultocêntrica, ou seja, apresentam apenas aspirações adultas como: a conquista de parceiros amorosos, conquista de prêmios em dinheiro, os desempenhos profissionais na indústria, no comércio, a recuperação da moradia e outros aspectos da vida pessoal. Não mostram personagens mediando uma vida infantil. Os valores adultos projetados na criança, podem levá-la ao escândalo. Tal atitude, neste caso, será julgada severamente por Deus (Mt 18:6)

    Nem todos os desenhos são ruins. Não estamos aqui para dizer que todos os desenhos têm cheiro de enxofre. Existem ótimos desenhos, inofensivos, infantis. A intenção aqui é abordar os perigos que alguns conteúdos podem causar a criança.

        Veja agora alguns exemplos de Perigo nos desenhos:

 

- Spawn, o soldado do inferno. Conta a história de um agente da CIA que foi assassinado e para voltar a Terra faz um pacto com o demônio.

- Yu-Gi-Oh! Conta a história de Yugi, um menino fascinado por um jogo de cartas que contém antigos poderes místicos que podem mudar o curso da história. Em uma das tentativas de jogar, ele consegue e descobre que naquele objeto (O Enigma do Milênio) estava presa a alma de uma outra pessoa que agora divide o mesmo corpo com Yugi. Ele ganha poderes inacreditáveis e um alter-ego: Yami-Yugi. Toda vez que ele joga da maneira certa, ele cresce, fica com mais força.

- Simpsons e o caso do casamento gay: No episódio “Há alguma coisa sobre o casamento”  Patty, cunhada de Home, assume  a homossexualidade e casa-se com outra mulher. 

- Irmãos Ursos. A história tem o objetivo de levar o jovem Kenai a aceitar o seu totem, um tipo de amuleto que representa o seu espírito guia.  Durante a história os espíritos de Kenai e de um urso trocam de corpo, uma suposta reencarnação ou possessão.

- Picapau: herói ou vilão?  O personagem discrepa o tipo tradicional de herói, pois ele não está a serviço do bem coletivo, mas ao contrário, ressalta o individualismo. Sua esperteza é sempre usada em benefício próprio. Suas ações sempre se revestem de violência.

 

SUGESTÃO AOS PAIS NO CONTROLE DA TV

 

1)  Fique alerta para os programas que seus filhos assistem;

2)  Evite usar a televisão, vídeos ou vídeo games como se fossem uma babá;

3)  Limite o uso da mídia.

4)  Mantenham aparelhos de TV e de videogames fora dos quartos dos seus filhos;

5)  Ligue a TV somente quando houver algo específico que você decidiu que vale a pena assistir;

6)  Assista o programa que seus filhos estiverem assistindo;

7)  Tome cuidado especial ao assistir programas antes de ir dormir;

8)   Informe-se sobre os filmes que estão passando. Seja explícito com seus filhos sobre as diretrizes quanto a filmes apropriados e analise, antecipadamente, as escolhas de filmes propostos.

9)  Torne-se um alfabetizado em mídia. Isso significa avaliar criticamente as ofertas da mídia.

10)    Limite sua própria permanência frente à televisão. Dê um bom exemplo através de sua moderação e discriminação ao assistir programas.

(Fonte: A Atração Perigosa em Desenho Animado - Edino Melo)

 
Twitter icon

Veja o que está acontecendo na Igreja Batista Boas Novas - RJ

  • Loading...
webradio
webradio300x250_celular_android
Quem esta Online
Nós temos 47 visitantes online
Cultos gravados
mensagens-audio-logo1
Intercessão
logo-intercesso
Login de Membros IBBN



Ministérios Relacionados
logo boas novas mundo.1

abertura

omeb

Rede Social (Facebook)